Fim da Fundação Eugénio de Andrade

OUTROS

“Ao longo de sete anos, governos do PS e da coligação PSD/CDS-PP financiaram ilegalmente a Fundação Eugénio de Andrade (FEA), uma instituição criada em 1992 e sedeada na casa, cedida pela Câmara do Porto, onde o poeta (1923-2005) e os seus herdeiros passaram então a residir.”

ler a notícia no Público online.

Termina da forma previsível uma Fundação que, fossem outras as circunstâncias – nunca se percebeu muito bem o financiamento e a actividade esteve sempre limitada pelo facto de a sede ser ambém o local de residência dos herdeiros do poeta – poderia ter sido um espaço extraordinário na cidade do Porto. Toda a gente o sabia.

Passei pela FEA a propósito de tertúlias, conferências e lançamentos de livros suficientes para ficar com pena. Que não se tenha podido fazer mais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s