Fim da Fundação Eugénio de Andrade

OUTROS

“Ao longo de sete anos, governos do PS e da coligação PSD/CDS-PP financiaram ilegalmente a Fundação Eugénio de Andrade (FEA), uma instituição criada em 1992 e sedeada na casa, cedida pela Câmara do Porto, onde o poeta (1923-2005) e os seus herdeiros passaram então a residir.”

ler a notícia no Público online.

Termina da forma previsível uma Fundação que, fossem outras as circunstâncias – nunca se percebeu muito bem o financiamento e a actividade esteve sempre limitada pelo facto de a sede ser ambém o local de residência dos herdeiros do poeta – poderia ter sido um espaço extraordinário na cidade do Porto. Toda a gente o sabia.

Passei pela FEA a propósito de tertúlias, conferências e lançamentos de livros suficientes para ficar com pena. Que não se tenha podido fazer mais.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s