Vai tudo pela borda fora para escrever um livro

SEDIMENTO DE PALAVRAS

“A única responsabilidade do escritor é para com a sua arte. Será absolutamente impiedoso se for dos bons. Ele tem um sonho. Angustia-o de tal forma que tem de se ver livre dele. Enquanto isso não acontecer, não se sente em paz. Vai tudo pela borda fora: honra, orgulho, decência, segurança, felicidade, tudo, para conseguir escrever um livro. Se um escritor tiver de roubar a própria mãe, não hesitará; a Ode on a Grecian Urn vale quantas velhinhas for preciso.”

Faulkner in Entrevistas da Paris Review, Tinta da China Edições. 2009

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s