Tapeçaria

SUGESTÕES DE LEITURA

“O que em ti há de eterno      O que em ti há de efémero

de lira de Camões      de leituras da Elle

de tão moderno como a própria Nefertite

de tão antigo como um manequim recente

O que em ti me recorda um jardim de Munique

um dia de Setembro      uma praia de sempre

O que em ti me exaspera      O que em ti me prendeu

Tudo está afinal na ausência de rima

entre as ancas e o sei      e contudo na linha

em que tudo se une      em que tudo se urdiu”

– David Mourão-Ferreira, “Tapeçaria”, Obra Poética 1948-1988. Editorial Presença, 2001

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s