“habito neste país de água por engano”, Al Berto

MOTE PARA UM BOM LIVRO

“(…)

habito neste país de água por engano/

são-me necessárias imagens radiografias de ossos/

rostos desfocados/

mãos sobre corpos impressos no papel e nos espelhos/

repara/

nada mais possuo/

a não ser este recado que hoje segue manchado de finos bagos de romã/

repara/

como o coração de papel amareleceu no esquecimento de te amar”

Al Berto, “Escrevo-te a sentir tudo isto” in Vigílias. Assírio & Alvim, 2004

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s